Home » » MINI CONTO-------A PORTA DO QUARTO

MINI CONTO-------A PORTA DO QUARTO



ABRIU A PORTA DO QUARTO,A NOITE Á MUITO QUE SE TINHA INSTALADO,NÃO TINHAM SIDO OS PRAZERES DA NOITE QUE O TINHAM FEITO DEITAR TARDE,ANTES PELO CONTRARIO,HÁ MUITO QUE ANDAVA PELA CASA,NESTES ÚLTIMOS TEMPOS ERA UMA ROTINA INSTALADA.
OLHOU PARA A CAMA LARGA,ENORME PARA UMA SÓ PESSOA,AO CIMO,DUAS ALMOFADAS ALINHADAS,Á MUITO QUE DEIXARA DE HAVER RAZÃO TER DUAS ALMOFADAS,MAS ELE TEIMAVA EM AS DEIXAR FICAR,TALVEZ COMO RECORDAÇÃO DE MOMENTOS FELIZES.
DEITOU-SE ATRAVESSADO NA CAMA,ERA A SUA "VINGANÇA",PESSOAL,OCUPAR O ESPAÇO TODO,COMO SE ASSIM TORNASSE IMPOSSÍVEL HAVER A POSSIBILIDADE DE ALGUÉM MAIS O PODER OCUPAR.
NÃO TINHA POR HABITO DEITAR-SE TÃO TARDE,ATE SE DEITAVA CEDO,MAS OS PENSAMENTOS QUE ANTECEDIAM O SONO,E QUE NOS PRIMEIROS TEMPOS O LEVAVAM,PARA BOAS RECORDAÇÕES,E MOMENTOS DE ALEGRIA,QUE O DEIXAVAM ADORMECER COM UM SORRISO NOS LÁBIOS,DERAM LUGAR,A PENSAMENTOS DOLOROSOS,DE RAIVA,DE IMPOTÊNCIA,DE IMAGINAR O QUE PODERIA TER FEITO DE DIFERENTE OU ATÉ O QUE PODERIA NÃO TER FEITO,AQUELAS HORAS E HORAS ÁS VOLTAS NA CAMA,ONDE AGORA ESTAVA,E QUE O NÃO LEVAVAM A LADO NENHUM,MAS QUE TEIMAVAM EM NÃO O DEIXAR DORMIR.
HOUVE UMA ALTURA EM QUE ATE RECORREU A UNS COMPRIMIDOS PARA DORMIR,QUERIA ESQUECER AQUELAS HORAS QUE ANTECEDIAM O SONO,HORAS INTERMINÁVEIS EM VOLTAS E VOLTAS,EM RECORDAÇÕES DOLOROSAS QUE ACABAVAM EM LÁGRIMAS DE DOR E SOLIDÃO.
MAS NEM ISSO RESULTOU,TALVEZ PORQUE SEMPRE TEVE MEDO DE DEPENDÊNCIAS,RESISTIU-LHES AO LONGO DA VIDA,UMA VIDA VIVIDA SEMPRE NO LIMITE,MAS SABENDO CRIAR ESSE LIMITE,ERA ALGO QUE SE ORGULHAVA INTERIORMENTE,O SABER APROVEITAR A VIDA SEM NUNCA PERDER OS PÉS DO CHÃO,TALVEZ UMA VEZ TENHA QUASE PERDIDO,E ISSO FEZ COM QUE TIVESSE AINDA MAIS RESPEITO POR O QUE NÃO PODIA CONTROLAR,EMBORA MUITA GENTE,(E COMO ESTAVAM ERRADOS),ACHA-SE QUE ESSE CONTROLO ESTAVA EM SI PRÓPRIO.
FOI ENTÃO ASSIM,QUE TOMOU ESTA OPÇÃO,ENTRAR PELA NOITE DENTRO,OCUPAR O TEMPO NA SUA ESCRITA,DEIXAR OS SEUS PENSAMENTOS "VOAREM" POR LUGARES MENOS NEGROS,E ESPERAR......ESPERAR O SONO QUE HAVERIA DE CHEGAR.
NÃO ERA FÁCIL,ATE PORQUE HÁ MUITO QUE DORMIA CADA VEZ MENOS,MAS ERA A SAÍDA QUE ENCONTRARA.PELO MENOS OCUPAVA-LHE A MENTE,AS PALAVRAS QUE ESCREVIA TRAZIAM-LHE OS SONHOS PERDIDOS,ESTAVA OCUPADO,FALTAVA-LHE A PAZ.
FECHOU A PORTA DO QUARTO,APAGOU A LUZ,E ATRAVESSOU-SE NA CAMA PARA MAIS UMA NOITE NA CAMA LARGA ONDE HAVIA UMA ALMOFADA A MAIS.
  
J.C.

 
Support : Copyright © 2015. pura mente impropria - All Rights Reserved