Home » » Desejo que me consome

Desejo que me consome


Sinto na carne um desejo
Volúpia... luxúria sem fim
Trinco os lábios e imagino
Ter-te no fundo de mim

Na boca desejo o teu sexo
Nas mãos o teu corpo apertar
Hoje o meu pensamento é loucura
Puro desejo de te amar

Imagino-te a descer sobre mim
Com malícia e avidez
E sem uma única suplica
Entras em mim de uma só vez

E murmurando-te ao ouvido
Palavras de puro prazer
Toca-me com os teus dedos
Para o corpo não arrefecer

E já loucos de tesão
Por entre cavalgadas sem pudor
Vejo-me completamente excitada
Envolta no teu calor
 
Support : Copyright © 2015. pura mente impropria - All Rights Reserved